quarta-feira, 27 de abril de 2016

Entretanto, muito longe do Lago do Tanganica...

Será que a minha mamã me abandonou?
In, Pequena Cutxi, ex cadela da Palmier Encoberto.

16 comentários:

  1. Para de negar a realidade! As coisas são como são, ele deu medalhas a todas!

    Devolve-me a Cutxi! Olha o estado em que a pobre criatura se encontra! Até parece um desenho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem uma certificação oficial assinada por ele de que sou eu a preferida não entrego a Cutxi. E olha que estou aqui a olhar para ela e neste momento já parece um mero esboço... nem sequer desenho!

      Eliminar
    2. Eu se fosse a ti, Capitã, não me preocupava muito com a medalha, porque a sorte pode sorrir do modo mais inesperado. Tudo porque ontem, paguei um copo ao Capitão e comecei a apercerber-me que, por trás da admiração que ele te nutre, existe uma proposta de negócio. Vantajoso. Ele propõe sociedade, disse para transmitir que a tua visão aventureira pode ser uma mais-valia. Na área do turismo, marítimo. Eu ando a ajudá-lo, já lhe dei uns códigos de livros no arquivo central, e, lê por ti!, já foi capaz de organizar uma viagem pelo Mediterrâneo terminando nos montes Golã e na companhia do Dalai Lama. Sem dúvida, um projecto arrscado mas reconfortante. É por isso, diz-me ele, que precisa de ti, do teu espírito inovador. Ele quer fugir ao cliché, muito requisitado diga-se de paassagem, da viagem transatlântica até a Guiana Francesa onde os viajantes embarcam num navio espacial na companhia do Abrunhosa. Cha está farto de ouvir o Lua Lua, já cansa.
      Se ainda fosse o Noa Noa do Gaughin e da sua viagem ao Taiti... disse-me ele, mas não se pode contrafaccionar as viagens. Cha sabe disse, há sempre a questão dos direitos de autor, e a autoridade nunca foi generosa com piratas.

      Bem, a conversa vai longa e monótona mas é tudo por uma boa causa.
      ps. sabias que do pelo de cão se fazem bons pincéis? é só uma dica em tempos de guerra.

      :)

      Eliminar
  2. Cutxy, espero que isto sirva de lição. Da próxima vez que vir barbas a arder ponha as patas de molho.

    ResponderEliminar
  3. Minhas meninas,
    Bem vistas as coisas, isto parece um conluio de contrafação...

    ResponderEliminar
  4. Não sou de intrigas, Palmier, mas o Outro Ente está a chamar-te candongueira-falsificadora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a este Jan van Eyck a roçar no Panamá, o que estará Outro Ente a chamar?

      Eliminar
  5. A nossa excelsa capitã tornou-se numa Cutxi hacker ? Isto do Zé das Medalhas não era uma coisa Nordestina? ... Ou quem sabe era da Mossad e fui eu quem não prestou atenção....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida MD,
      É este espírito da discórdia que toma conta de mim e faz com que não queira perder uma peleja.
      Hoje já estou melhorzinha...

      Eliminar
  6. Andriminir, Andriminir... Shhhhh... Forte e belo Andriminir, astuto e corajoso Andy, sou eu, Maria Alice, sou nova aqui, juntei-me há pouco tempo à tripulação de Cuca com a missão de tomar conta de Cutxi enquanto durar o seu cativeiro. Mostra-me onde está, não vamos incomodar a nossa capitã. Shhhh.... Leva-me, garboso Andriminir, até pequena Cutxi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Andhriminir manda dizer:
      I love Maria Alice.

      Eliminar
    2. Andy querido, ajuda-me a soltar pequena Cutxi. A nossa capitã pediu-me que a levasse à rua (por uma questão de salubridade do galeão, percebes inteligente e prestimoso Andy). Não, não precisas de incomodar a capitã. Aliás, não queiras incomodá-la, sabes bem de quanto é capaz quando irritada.
      Que forte és, Andy! Só mesmo um marinheiro forte e corajoso consegue arrombar a fechadura do cárcere de Cutxi com as próprias mãos, e que mãos!, e de forma completamente silenciosa (silenciosa, Andy).

      Eliminar
    3. Maria Alice, já deveria saber que neste blogue todos detestamos o amor. Até o cozinheiro.

      Eliminar
  7. Pois que não é amor que procuro ou pretendo dar neste barco.
    Vim com um único fito, recuperar pequena Cutxi para salvar o meu querido líder, Senhor Ministro.
    Uma mulher apaixonada é capaz de tudo, capitã, até de seduzir o mais andrajoso dos piratas. Coisa que, diga-se de passagem, e não obstante a minha belíssima figura, não é difícil. Depois de vários meses em alto mar é natural que um homem não seja indiferente aos apelos de um decote bonito de uma donzela aflita. Digo mais, nem precisa de andar embarcado. A maioria dos homens perde a cabeça por um decote bonito de uma donzela em apuros, é pavloviano.
    Não me queira mal, capitã, agi única e exclusivamente para defender o meu Ministro.
    E, muito sinceramente, reconheço que tem o perfil para dizer, sem sombra de dúvida, que é a preferida do Dr. Pipoco. A medalha é-lhe devida com todo o mérito.
    Levei a cadela.
    Adeus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenha pressa, senhora secretária. A porta está fechada. Considere-se minha convidada. Talvez o seu amigo Andrhiminir a acha nos seus aposentos.
      Até melhor esclarecimento da situação, não sai do navio.

      Eliminar