terça-feira, 18 de julho de 2017

Resultados

Maioria A

Seu psicopata! Não há limites para o seu egoísmo. Era capaz de matar a avó por duas bolachas de manteiga; a sua imagem preferida é a que o espelho lhe devolve e o destino de férias que merece é uma ilha deserta. Em suma: um pirata!
Leitura recomendada: o código penal.

Maioria B

Saiba que as pessoas ponderadas e que se pautam sempre por critérios de bom senso são irritantes e incomodam as outras. Aprenda a ser humano. Desenvolva ódios de estimação e parta a baixela da sua avó para saber como soam os pratos de encontro ao soalho. Merece umas férias numa colónia de geriátricos alemães.
Leitura recomendada: O Psicopata Americano.

Maioria C

Se está a ler isto, é improvável que os seus resultados tenham sido maioria C. 
Estas pessoas só fingem existir neste mundo porque, na verdade, vivem noutro lado qualquer. É inútil analisá-los já que jamais alguém os compreenderá. 
Merece umas férias sozinho num hotel com uma cama decente onde, finalmente, consiga dormir.
Leitura recomendada:Heródoto, as Viagens de Marco Polo ou outra bizarria qualquer.

Maioria D

De acordo com um estudo norueguês só dez por cento das pessoas com resultados maioria D responderam com sinceridade às perguntas. Se está incluído nesses, saiba que deve preocupar-se. As boas pessoas morrem antes das más. A sua família e os seus amigos aproveitam-se de si e ainda o convencem que lhe estão a fazer um favor. Merece umas férias para um campo de refugiados.
Leitura recomendada: Lassie Come Home.

Pessoas que responderam com alternativas E

Está na altura de se conformar com as hipóteses apresentadas na ementa e parar de aborrecer os chefes de cozinha com dramas do tipo "quero a salada de gambas mas sem a salada e com molho de gaspacho". O inconformismo é sobrevalorizado e prejudica a hegemonia social. Aproveite as férias para fazer uma daquelas viagens-circuitos organizador das sete da manhã à meia noite que é para se ir habituando a não ter ideias.
Leitura recomendada: manuais de instrução.


13 comentários:

  1. Bem que me parecia!
    O resultado apenas confirmou as minhas suspeitas...

    Isso das férias sozinho num hotel com uma cama decente era uma benção, sem dúvida! Aliás, a cama até era dispensável, pensando bem...

    Está comprovada a minha inutilidade. E fica também provado que nunca ninguém me perceberá...

    Enfim, vou ali enterrar a cabeça na areia e esperar que o mundo passe...

    (ou então que pare, que eu quero sair!)

    :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas ser C é uma coisa maravilhosa! E como não vive no mundo, não tem nenhuma necessidade de sair!
      :)

      Eliminar
    2. Depende do ponto de vista.
      Se olharmos para o mundo cmo um autocarro desgovernado, eu seria o desgraçado que está do lado de fora, com p casaco preso e a ser arrastado.
      Ou seja, o facto de não estar lá não quer dizer que esteja à parte de...

      Como vê, dava-me jeito que parasse para eu poder soltar o casaco...

      :|

      Eliminar
  2. Ainda ontem fui protagonista da tragédia seguinte: "quero as lulas mas sem a batata a murro, quero com legumes salteados. não há? então quero com salada." Mas o pior estaria para vir: o amável empregado de mesa cita de cor a extensa lista de dulcíssimas sobremesas, entre doces, gelados e frutas, e ela: "quero queijo"; "queijo não temos"; "nem daqueles das entradas?"; ... silêncio, seguido de esforçado porém suave restolhar por sobre uma arca frigorífica... até que lhe seja servido o belo do naco alvo e sarado.

    Em resumo, isso da hegemonia social é um conceito muito interessante, em havendo queijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em havendo queijo tudo é mais suportável. Até a hegemonia social.

      Eliminar
  3. Ah! Afinal não era engodo, foi mesmo contratado um especialista de renome com muitos estudos no currículo e assim, é que acertou em cheio! Eu bem sabia, eu bem sabia que era uma grande miscelânea, portanto, tendo em conta a situação de empate, é retirar a percentagem que me cabe das várias alíneas e sou eu, sou eu, tal qual eu! Assim vale a pena responder a inquéritos.
    É uma coisa tão boa, apetece-me até dizer, grande, existirem piratas que se dão a estas brincadeiras, ai, perdão, a estas seriíssimas análises psicológicas.
    Boa noite, terrível Cuca, a Pirata, e obrigada por também andares por esta versão do mundo que são os blogs. (credo, eu sei, foi um horripilante momento de lamechice, digno de uma refeição concebida num dos momentos ainda menos inspirados do cozinheiro de nome impronunciável).

    ResponderEliminar
  4. Ah, ah...gostei do inquérito (mas não tenho paciência para lhes responder) e dos perfis...fico assim a viajar entre as letras, tipo bipolar ou, neste caso, quadripolar...
    ~CC~

    ResponderEliminar
  5. Eu ser chata? Eu? Oh, calúnias!!!

    Sim, sô dona Cuca, vou ler todos os manuais de instruções que tenho aqui na gaveta e só pararei na última página do último manual.

    ResponderEliminar
  6. Hey! Eu quero uma análise psicológica específica para mim! Foi para isso que concorri!

    ResponderEliminar
  7. tudinho c. estou feita...
    mas estou com a Palmier. quero uma análise personalizada!
    vou-me barricar até lá.

    ResponderEliminar
  8. eu estou com as moças aqui de cima!!!! QUERO ANÁLISE PSICOLÓGICA PERSONALIZADA!!!!!

    ResponderEliminar
  9. Eu também queria uma prescrição adequada de psicotrópicos, antes do tirocínio de Pirata.

    ResponderEliminar