segunda-feira, 11 de setembro de 2017

O estranho caso do homem que bordava o nome completo no interior de umcasaco barato




10 comentários:

  1. (esperemos que Catarina Constança de Abigaíl e Melo Vasconcelos de Paes Gouveia Albuquerque não tenha a ideia imbecil de bordar o seu nome no interior de um casaco, as mulheres têm quase sempre menos perímetro que os homens...)

    (está benzinho, sem deslumbrar. seis em dez, viu-se que teve só trinta segundos livres)

    (tremei, Pipoco vai avaliar todos os nove fascículos...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas... mas ... mas...
      E ninguém me avisa que isto contava para avaliação????

      Eliminar
  2. Seis em dez, Tio Pipoco? C'oa breca, é pelo menos um nove em vinte, está brutal!!!

    Tia Cuca, sou o Ruben Patrick e aprecio muito o seu trabalho ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas...qué lá isso jovem Ruben? Seis em vinte é de quem não sabe dar valor ao penoso trabalho de fazer revelações sem, no entanto, nada revelar.
      Está muito bem, Capitã Cuca. Em vinte dou-lhe doze. Só um pequeno reparo: o último parágrafo deveria estar linkado para a Dona Palmier. Concorda, certamente!?!...

      Assina: Um odiado e implacável membro do Júri.

      Antonieta Maria de Aragão Cunha e Sá de Echegoyen.

      Eliminar
    2. É, não é? Também achei!
      Ah! Rúben Patrick... que felicidade tê-lo aqui... qualquer um pode ter comentários do seu tio, mas os seus... isso sim, é um privilégio.
      P.s. Aquilo com a kátia ou a Soraya ou lá o que era, já se resolveu?

      Eliminar
    3. Tia Cuca, aquilo não significou nada para mim. Éramos demasiado novos e ela não tinha cabeça para acompanhar as minhas ideias. Demos um tempo...

      Eliminar
  3. Já está, já está! Achas que vou ter boa nota?! Estou nervosíssima, se chumbo, lá se vai a minha carreira de blogger!

    ResponderEliminar